sexta-feira, 16 de maio de 2008

Esquisitices de alemão que custei a entender...

Depois de meu último post, fiquei pensando no grande número de esquisitices que andei ouvindo por aqui nesses quase 6 anos de Bremen. Será que sou só eu quem acha essas coisas meio bizarras?

1. Muito banho faz mal pra pele.
Teoria muito difundida por aqui. Ainda n
ão consegui entender porquê.

2. "frische Luft" - Vento fresco Ar fresco
Verdadeira obsess
ão aqui neste país. Tudo bem que no inverno as pessoas passam muito tempo dentro dos lugares, com aquecimento ligado. O ar na casa fica meio estranho, tem de se abrir as janelas com frequência pro ar dar uma circulada. Mas a forma como as pessoas falam de "vento ar  fresco" é estranha. Falam em sair pra pegar um pouco de vento fresco como um dependente químico falaria que vai sair pra ver se consegue um pouco de crack. Estranhão...

3. Comer na varanda ou jardim ou "schön im Garten oder im Balkon essen"
Se o tempo está bonito, alem
ão fica doido pra sair de casa. Isso eu até entendo. O tempo aqui no geral é uma porcaria o tempo todo, quando fica um pouquinho mais quente ou quando o sol brilha por 10 minutos que sejam, as pessoas querem aproveitar o máximo esse evento. Mas eles falam das refeições normais do dia- a -dia no jardim ou na varanda como se fossem mega eventos. Um pouco de exagero.

4. Quantas batatas você vai comer?
Uma
das perguntas mais estranhas que já ouvi em minha vida. Alguém é capaz de saber de antemão quantas batatas ele quer comer? Acho isso impossível de determinar, mas se você for convidado a almoçar na casa de algum alemão é melhor saber o que responder e que não vá querer comer mais ou menos quando a comida ficar pronta porque isso vai acabar estressando a (o) anfitriã(o). O que nos leva à próxima esquisitice...

5. Stress
N
ão quero me estressar escrevendo sobre isso. Ver postagem Doença alemã.

6. "Você é quem sabe" ou o famigerado "Du muss selber wissen"
Umas amigas brasileiras aqui em Bremen me fizeram prestar aten
ção nessa. Você está com alguma dúvida, dessas que você precisa dividir com uma amiga. Você acredita que encontrou uma pessoa cuja opinião você pode confiar, aí vai lá e lanca a pergunta: "estou com um problema, não sei se devo fazer isso ou aquilo, o que você acha?" Aí a pessoa que você acha que pode te ajudar a decidir, sai com o tal do "Du muss selber wissen...". Dá vontade de dizer "nao, realmente nao sei o que fazer. Se eu soubesse, nao estaria te perguntando!!!" Claro que você não espera que ninguém decida sua vida por você, mas ouvir os diversos pontos de vista dos amigos nos ajuda a chegar às nossa próprias decisões. Vamos lá minha gente, nao há nada demais em dizer o que vocês acham de um problema quando suas opinões são requisitadas.

Me interessei por essa lista. É uma forma de desabafar. Volto pra atualizá-la assim que me lembrar de outras esquisitices.


Um P.S.: Minha querida amiga Shi, grande professora de inglês e portugues e tradutora me chamou a atencao para minha traducao de "frische Luft".Tá bizarra mesmo. Onde eu escrevi "frische Luft" leiam "ar fresco".


7 comentários:

  1. Na moral, amiga! Essa sua de traducao de "frische Luft" ta foda! A obsessao por aqui é bizarra de qq jeito, mas a gente diz "tomar um ar fresco" em portugues. Agora, "tomar um VENTO boiola" nem rola!

    ResponderExcluir
  2. o grande problema do stress alemao eh a tabela de horarios nas paradas do Bahn. Qdo atrasam 1 minuto, 1 mísero minutinhos os alemão pirma o cabeção. Lembro do que georgeous falava: Pra solucinar o estresse desse povo, bastava subsituir a tabela de horarios pela frase "proximo bahn em 10 min." Eles ficariam sempre felizes por o bahn sempre chegaria antes!

    ResponderExcluir
  3. Patricia (Dinda Thiago)26 de maio de 2008 06:00

    Cris, claro que me lembro de vc! Oxi, como ia me esquecer menina! Amei o seu blog, viu? Vou sempre vir aqui! Ah, e outra coisa, com sua permissao gostaria de postar o carta a salvador no meu blog. Eh maravilhosa. Se eu fosse escrever vou terminar te algeando, prefiro prestar uma homenagem ao destinatario e a remetente! Pode ser!

    Um bjo enorme e tudo de bom pra vc! Devagarzinho to voltando a escrever no blog. Apareca sempre! To enlouquecida de coisas e nao dou conta. Nas horas que tenho livre tento focar para aplicar para vagas de trabalho (quero trocar de trabalho).

    ResponderExcluir
  4. Adorei! rsrsrs Bjs! Vou divulgar seu blog para minha mãe e Lili!

    ResponderExcluir
  5. Lubisco tirou as palavras de minha boca! Agora...sobre a loucura do povo, tenho que dizer que é decorrente, principalmente, do fato deles comerem sabão. Onde já se viu colocar os pratos em água com sabão e não enxaguar???rsrs
    Bj,
    Lua

    ResponderExcluir
  6. Cris, rs, vc faz uns comentários fantásticos sobre as esquisitices alheias. Humor na medida certa, até parece q tou assistindo uma comédia alemã! SAudades imensas d vc! Tive q dar uma pausa antes d escrever este comentário pra pensar nas minhas próprias esquisitices e nas esquisitices do povo daqui. Velho, são muitas tb!!! As minhas e as do povo daqui!rs Manda um bj caloroso pras meninas e outro, claro pra vc, associado a um abraço d urso! C já ganhou um? Acho q a gente importou isto, pq abraço d urso aqui dá um calor retado! rs

    ResponderExcluir
  7. Cris, minha professora querida!!!
    Achei por um acaso esse seu blog. Nossa, que saudades de vc e de Michal!! Amei saber de noticias suas... me acabei de rir com o texto do stress!! Muito bom!!!
    Beijos,
    Mima

    ResponderExcluir